Imprimir

História

História

 

  História da Amoena

     history_early_80s_549x370_articlefullimage                                                                         
 

Inovação - Paixão - Perícia

Durante os últimos 39 anos a Amoena especializou-se no apoio à mente, corpo e espírito da mulher em todo o mundo. Como líder na indústria, a Amoena combina tecnologia com supremo conforto, oferecendo uma extensa linha de soutiens, fatos de banho e produtos de simetria, respondendo a todas as necessidades femininas. A visão e determinação de um homem, Cornelius Rechenberg, foram decisivas para a posição de destaque que agora ocupamos. A sua paixão contribuiu ainda para elevar os padrões mundiais desta indústria.

Os primeiros anos

Invencão e desenvolvimento da primeira prótese mamária externa em silicone

Cornelius Rechenberg começou por estudar Engenharia da tecnologia dos plásticos na Universidade de Ciências Aplicadas de Rosenheim, Bavaria, Alemanha, em 1971. Ainda na universidade começou a trabalhar com um fabricante de lingerie feminina – Anita – e a experimentar materiais para a produção de próteses no intuito de as tornar mais naturais. Até então, a maioria das próteses eram bolsas plásticas contendo líquidos, tais como óleos. Cornelius tinha a certeza que deveria existir uma forma melhor de produzir as próteses. Tanto assim foi, que a sua tese de licenciatura baseou-se no desenvolvimento de uma prótese em silicone

Os primeiros anos:


  • 1975 Criação da Amoena
  • 1976 Primeiras vendas e construção da fábrica
  • 1977 Entrega das primeiras 1000 próteses à Basko-CAMP
  • 1978 Criação da primeira filial em Atlanta nos Estados Unidos

As primeiras vendas

Cornelius cedo se apercebeu de que as próteses em silicone tinham maior potencial para responder às necessidades femininas, e aproveitou-se desse facto. Embora achasse que o silicone tinha potencial, a indústria não se interessou pelo assunto. Com a ajuda dos seus irmãos, desenvolveu novos métodos de fabrico, recorrendo por vezes aos utensílios de cozinha da mãe. Viajou por toda a Alemanha durante esse ano, tentando vender as próteses em lojas de material médico. A Amoena iniciou a sua actividade no mercado durante a feira IGEDO, em Setembro de 1976. Sem dinheiro para apresentar um expositor profissional, Cornelius e os seus irmãos recolheram mobília em quintas da Bavária. Durante a feira venderam toda a mobília mas nem uma prótese.


Parceria comercial

A oportunidade surgiu ainda durante esse ano, quando o distribuidor internacional Basko-CAMP lhe pediu uma nova apresentação do produto e lhe encomendou 1000 próteses. Trabalhando dia e noite, Cornelius conseguiu honrar o contrato. Um ano mais tarde a Amoena entrava no mercado norte-americano, inaugurando uma filial em Atlanta. Em 1980, a Amoena, ainda uma pequena companhia, prometia um forte crescimento devido essencialmennte à perseverança de Cornelius e à sua confiança na inovação.