Imprimir

O que deveria saber após a cirurgia

O que deveria saber após a cirurgia

 

O que deveria saber após a cirurgia.

 

Ser submetida a uma cirurgia não é apenas um processo físico, existe todo um processo emocional que tem de ser tratado e não pode ser negligenciado. É fundamental falar dos seus sentimentos e preocupações, por isso fale com a sua enfermeira, o seu médico, a sua família e os seus amigos e até com grupos de apoio, para garantir o suporte emocional que necessita.

A quem me posso dirigir após uma cirurgia mamária?

Eis alguns dos problemas físicos e emocionais que podem surgir após a cirurgia do cancro da mama:

  • Dor - As cirurgias do cancro da mama podem causar dor e sensibilidade em toda a zona da intervenção. Fale com o seu médico e peça os analgésicos que precisa.

  • Entorpecimento do braço e o exercício - Pode sentir mais desconforto na região das axilas após a cirurgia da mama. Fale com a sua equipa médica do que sente e como pode mexer e exercitar o seu braço para diminuir a rigidez.

  • Pensos e drenos - Pergunte à sua equipa como deve cuidar da cicatriz e dos drenos que possam ficar durante a cicatrização. Na Amoena pode encontrar soutiens pós-operatórios que a vão ajudar a sentir-se mais confortável e, no caso da mastectomia, ajudarão a manter fixa a prótese transitória que tem de usar nos dois primeiros meses após a convalescença.

  • Infeção - Ainda que seja raro o aparecimento de infeção após a cirurgia do cancro da mama, informe-se com o seu médico sobre possíveis sinais de infeção que possam surgir e mantenha-se em contacto com ele para esclarecer qualquer questão ou preocupação.

  • Edema - A remoção dos gânglios linfáticos pode causar um inchaço do braço que normalmente não é doloroso, mas pode aumentar o risco de infeção. Fale dos sintomas com o seu médico.

  • Regime alimentar e medicação - Peça conselho à sua equipa médica sobre a melhor alimentação e os medicamentos que podem ajudar a sua recuperação.

  • Tratamento posterior - Durante a consulta de seguimento cerca de uma ou duas semanas após a cirurgia, o seu médico falará consigo sobre os tratamentos futuros necessários ou não.

  • Stress emocional - Após uma cirurgia de cancro da mama, é natural ter sentimentos negativos ligados à doença e à operação. Do género de se sentir incompleta, ter uma imagem física negativa e preocupações com a sua intimidade e sexualidade. Pode mesmo surgir uma depressão e ansiedade com medo de surgir uma recidiva. É fundamental que fale abertamente dos seus sentimentos e que procure ajuda da família, dos amigos, de conselheiros profissionais e de grupos de apoio.

  • Usar uma prótese mamária externa - Dois meses após a cirurgia deve procurar um conselheiro Amoena para encontrar os soutiens e as próteses mamárias adequadas para si. A primeira prótese de silicone que usar será obrigatoriamente não aderente. Na altura recomendada para renovar a prótese já pode escolher os modelos aderentes, seja para prótese mamária, seja para uma compensação mamária parcial.